História
Mri
5

fale sobre a transformação das colônias dos E.U.A

+0
(1) Respostas
adriano154

A partir da segunda metade do século XVIII, após a vitória dos ingleses na Guerra dos Sete Anos, a economia inglesa ficou extremamente abalada pelas despesas com a guerra. Com isso, os olhos da Coroa Inglesa voltaram-se para suas 13 colônias na América. A Coroa Inglesa visava à aplicação urgente da legislação mercantilista nas colônias inglesas. Assim, a Coroa baixou inúmeros decretos restringindo consideravelmente a relativa autonomia, tanto das colônias do Norte quanto das colônias do Sul. Era fundamental para a Inglaterra transformar suas colônias em mercados consumidores da produção inglesa. Essa situação levou a metrópole a fechar o cerco através da fiscalização das colônias, instituindo uma série de tributos. Como: A Lei do Açúcar (1764): alta taxação do açúcar e de seus derivados, sobretudo do melaço. Essas medidas buscavam inibir o contrabando do açúcar que não fosse proveniente das Antilhas Britânicas. A lei do Selo (1765): a Inglaterra ordenou que todo documento oficial, jornais, livros, certidões, que circulassem na Colônia, fossem selados. Essa selagem implicava no pagamento de taxas à metrópole. A lei do Chá (1767): estabeleceu impostos elevados para esse produto, que por sinal era bastante consumido pelos colonos. Leis Intoleráveis (1774): a Coroa Inglesa fechou o Porto de Boston e ocupou militarmente a colônia de Massachussetts. Revoltados, os colonos não aceitaram as imposições adotadas pela Coroa Inglesa. Nesse clima de insatisfação e revolta entre os colonos, surgiram os ideais libertários influenciados pelos pensadores iluministas. Conscientes de sua força, recusaram-se a pagar as taxas e fizeram vista grossa aos produtos taxados. A Inglaterra não estava disposta a negociar e o embate entre os colonos e a metrópole foi inevitável. Esses fatores desencadearam a guerra da independência das 13 colônias inglesas.

Adicionar resposta