História
velminha2009
2

Cite as principais características sa sociedade fenicia

+0
(1) Respostas
Amandapolitec

A orígem dos fenícios ainda é desconhecida. Segundo o historiador grego Heródoto (484ac – 430ac) eles teriam vindo do Oceano Índico. Já os estudiosos modernos discordam e acreditam que 5000 anos eles teria migrado da região entre o Mar Morto e o Mar Vermelho. Os documentos originais dos próprios fenícios não deixam pistas, pois falavam apenas do endereço para o qual haviam mudado e, como aquela região era conhecida na antiguidade como Canaã, eles se autodenominaram Cananeus. Maior característica: eram ótimos comerciantes Por volta de 2000 anos ac, conheceram os gregos, que passaram a chamá-los de Phoinix (vermelho), o que mais tarde passou a ser fenício. Existem duas razões possíveis para que fossem chamados de vermelhos pelos gregos: Ou por possuírem pele bronzeada ou uma homenagem ao produto dos fenícios mais requisitado, a púrpura, substância usada para tingir tecidos extraída do molusco múrex. Essa substância fazia sucesso naquela época porque só existiam roupas com cores entre o preto, o branco e o cinza. Sair de vermelho era etatus de poder, nobreza. Os fenícios transformavam pequenas aldeias em grandes cidades devido ao comércio fervilhante. Na Síria, havia a cidade de Ugarit, atual cidade de Ras-Shamia. No Líbano, havia Tiro (que ainda conserva este nome) e Biblos, atual cidade de Jubeil. No norte da África (atual Tunisia) ficava Cartago. Cartago foi a cidade fenícia de maior importância histórica por ter desafiado inclusive os grandes impérios como o romano. Organização Social Cada cidade cuidava dos seus próprios negócios. Possuíam monarcas para defender seus interesses, cujo trono era passado de pai para filho. Os monarcas eram os que mais lucravam, no entando, o sucesso dos fenícios se deu muito pela política de boa vizinhança dos seus reis. Os reis fenícios aceitavam pagar tributos aos seus vizinhos, dos impérios Hitida, do Egito, os Ass;irios e Babilônios, em troca de terem livre iniciativa no comércio. Os monarcas tinham ainda outra estratégia: permitiam que estrangeiros morassem em suas cidades e abrissem qualquer tipo de negócio, o que foi uma alternativa rara e autêntica. Eram auxiliados por um governador que liderava um conselho das fam;ilias mais importantes, que equipavam a marinha mercante e custiavam as expedições. O rei prestava contas ao sacerdote que usava os lucros para construir templos a uma coleção de deuses.

Adicionar resposta