Filosofia
lucaterete
2

Bruno Latour (1994), em seu livro “Jamais fomos modernos”, traz algumas pontuações sobre os usos das palavras ‘moderno’, ‘modernidade’ e ‘modernização’. LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1994. Neste sentido, com relação ao pensamento do autor sobre o conceito de moderno, é correto afirmar apenas que:   ALTERNATIVAS O projeto moderno deixou de ser um projeto e se constituiu como um fato social. O campo científico é o melhor paradigma sobre a ideia de modernidade efetiva. A modernidade, iniciada no século VIII, a cada dia, se torna mais efetiva e concreta. Moderno e pós-moderno dialogam e revelam como ambos estão em conformidade com os fluxos descritos pelo autor. O projeto moderno não deixou de ser um projeto porque as "esferas" não foram separadas, como a divisão entre o poder político e o poder científico.

+0
(1) Respostas
deboralealpba

O projeto moderno não deixou de ser um projeto porque as "esferas" não foram separadas, como a divisão entre o poder político e o poder científico

Adicionar resposta